InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe
 

 Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio

Ir em baixo 
AutorMensagem
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySex Set 21, 2018 7:50 pm

Há cinco anos a tormenta foi derrotada em Tamu-Ra. E o que a recolonizarão, que começou lenta e com ares de insegurança, avança com toda a força e dedicação do povo que tem novamente sua terra natal sob seus pés.
Estrangeiros chegam diariamente aos portos da capital a procura de novas oportunidades, de novos negócios e uma nova vida. Esses pobres gaijins não tem em sua alma a benção de Lin-Wu, porém os tamuranianos aprenderam muito sobre hospitalidade Durante a Era Akumushi, e hoje recebem de bom grado os visitantes.

O imperador menino Takametsu lidera seu povo com alegria e disposição. Porém existem aqueles que mantêm dúvidas sobre a legitimidade de seu governante. Outros guardam rancor, culpando-o por toda a desgraça que assolou Tamu-Ra. Organizações se movem pelas sombras se aproveitando desse momento para galgar o poder, se vingar de injustiças que acreditam terem sido cometidas ou, simplesmente, propagar conflitos em prol de causas próprias.

Cada um de vocês tem um motivo para estar em Tamu-Ra hoje. Porém nenhum imaginava que as decisões e ações tomadas nesse dia, nessa noite em particular, trariam as conseqüências que trouxeram.

---
[Arredores de Shinkyo]



???
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6sTIfTB- Ela alcançou a cidade, senhor.
...
- -Não sabemos para onde. Mas acreditamos que tenha se refugiado na casa de um antigo conhecido da ratazana.
...
- Sim senhor, será feito.
...


Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio NPT20Jk
A última semana tinha sido mais extenuante do que nunca. Fugir dos homens do Lorde Lampreia, tendo deixado seu Sensei para trás não era só fisicamente difícil, pela perseguição constante. E se fosse só isso não seria mais difícil que qualquer outra semana. Porém seu coração estava despedaçado. Aquele que tinha sido seu único apoio emocional em anos estava perdido. Provavelmente seu corpo fora deixado lá largado, sem nenhum cuidado.

Retsuko queria pelo menos dar um enterro digno a ele. Mas com os homens de Akumahou em seu encalço... Não podia parar.

Chegou em Shinkyo ao entardecer do sétimo dia. E foi logo procurar a casa de Yao Xiao.
A residência dos Xiao era pouco afastada de Chuushinbu, e passava um ar de acolhedora, apesar de Retsuko não entender bem por que.

Ao se aproximar notou um homem de pé na frente da propriedade. Tinha uma feição séria no rosto, e ao notar a presença da garota sorriu levemente e disse:

Valrind
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Y4j6nFf- Boa tarde senhorita. –Diz o homem fazendo uma leve mesura.
- Xiao-sama está a sua espera. Por favor, me siga. –E sim dizer mais nada vira-se e entra na casa.

A casa é confortável, sem grandes luxos, nem mobília em excesso.
Valrind caminha em silêncio, praticamente sem emitir sons ao andar, para no meio do corregor, olha para a garota e, sem dizer uma palavra abre uma porta que leva a uma sala iluminada, com um leve tom de incenso.
Do lado aposto um homem repousa sentado. Uma aura de poder emana dele. Olha para a garota e diz:


Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6vZayMT- Por favor, sente-se.
- Sua presença representa a queda de meu amigo.
- Se possível me conte o que houve, e diga, quanto tempo temos?





Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz
Anos se passaram desde a última vez que pisou nessa terra. Naquela época ainda era um pequeno garotinho, fugindo com seus pais da maldita akumushi.

Quando seus pés tocam o solo de Tamu-Ra sentiu-se em casa. Não era algo que pudesse por em palavras, nem que fizesse sentido. Mas era como se sentia.

Seguira a pista do Lorde Lampreia de volta ao lar, e por um instante se permitiu sentir certa gratidão por seus caminhos te devolverem ao seu lar. Mas esse momento logo passou.
Shinkyo era cheia de vida e brilhava de oportunidades.

No porto Tsuki varias pessoas ofereciam e procuravam trabalhos, construtores procuravam ajudantes, guildas recrutavam novos membros, aventureiros procuravam por novos companheiros recém chegados do continente.

Porém os olhos treinados do ninja também viam além. Em becos escuros mercadorias mudavam de mão, grupos de pessoas cercavam e pungavam transeuntes desavisados, pessoas eram coagidas a entrar em portas suspeitas e um barco era carregado com algo que poderia muito bem ser uma pessoa enrolada num tapete.
Foi ai que algo, ou alguém chocou-se contra  a perna esquerda de Shinzou.

Aya
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio KZqQdMW- Encontrei você Onii-chan.
- Não vai mais escapar.
- Aya vai ficar de olhos em você!!!





Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 9eWztEz
Retornar a Tamu-ra gerou um tipo de emoção que Takashi não conhecia. Nunca tinha se importado muito com a comunidade. Levava uma vida correta e isso era tudo.

Mas estar de volta à sua terra ancestral trouxe ao samurai uma sensação de completude, preenchendo um vazio que nem mesmo ele sabia que possuía.
Chegara há Shinkyo algumas semanas. E já tinha se habituado ao dia a dia local. Colocou-se a disposição para ajudar no que fosse necessário e passara os últimos dias repelindo eventuais monstros que se aproximavam demais da cidade.

Não era uma vida ruim, era honrosa e pagava bem. Mas Takashi sentia, SABIA, que algo no mais havia em seu futuro.

Aquele dia começou como qualquer outro. Prática com a espada, meditação num local tranqüilo às margens do rio Shirakawa, seu incenso favorito queimando. Mas algo não estava certo.

O samurai não conseguia se concentrar, sentia como se algo estivesse se movendo pela escuridão, caminhando sob seus pés, arrastando-se pela lama, fugindo da luz emanada pela honra de Lin-Wu.

Não importava para onde fosse, ou o que fizesse, aquela sensação não desaparecia. Era como se a desonra estivesse por toda parte, e se ninguém além dele próprio pudesse notar.

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio BeDd2u4
Era quase noite agora, caminhava por Chuushinbu.
Aquela sensação assombrava seus pensamentos...

voz feminina na multidão
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio O2Dfbph - Ahhhhhhhhhhhh
- Taskete!!!!
-Socorro






Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio ALoUE8R
Mais um dia de sol na bela nova capital. E por sorte, ou destino, era justamente um dia de descanso.
Seu pai havia estipulado que de vez em quando, desde que chegaram em Shinkyo, deveria ter um dia para descansar.

Claro que descansar queria dizer metade da carga diária de treinos. Mas Jin gostava assim mesmo.
Não era todo dia que podia andar pelas ruas da cidade sem pressa, apreciar as belezas arquitetônicas e todas as outras belezas que caminhavam em meio a uma multidão sempre tão viva e cheia de energia. A cidade pulsava e isso dava energia a qualquer um que tivesse o mínimo de sensibilidade.

O jovem Wu-Jen aproveitava sua tarde ensolarada junto a alguns conhecidos. Conversavam sobre trivialidades, sobre seus brilhantes futuros e sobre como nada poderia deter sua escalada meteórica ao sucesso.
O sol se punha quando decidiram ir para um Izakaya.

Escolheram um conhecido com ótimas bebidas e maravilhosas companhias.
Era um ótimo dia. Por isso quando Xiaosentiu um arrepio na nuca, não deu muita atenção e segui com seus planos.

Acomodaram-se na mesa de costume e já pediam por bebidas quando um grito agudo cortou o ambiente como uma lamina

voz feminina na multidão
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio O2Dfbph - Facínora. Volte aqui. Maldito. Desgraçado. Volte e lute!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Padre Judas
MODERADOR
Padre Judas

Mensagens : 189

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: JIN QUON XIAO   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySex Set 21, 2018 9:59 pm

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio CNjRFaE

Jin Quon caminhava animado – era bom ter uma folga de vez em quando. Precisava encontrar serviço logo, aquela temporada de calmaria já o incomodava e lhe “dava comichão nas pernas”. E só havia algo para acalmar essa ansiedade. Então ele agora procurava por alguma mulher interessante que estivesse disposta a curtir algumas horas com ele.

A cadela ao seu lado esfregou o focinho em sua perna e Jin deteve-se para acaricia-la. Kuro raramente o deixava ficar sozinho, mas era uma boa companhia e ajudava a quebrar o gelo com algumas moças – quem resistia ao seu pelo branco e felpudo? O rapaz sorriu.

Jin Quon Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio PPHQUss– A caçada não está indo bem, Kuro...

Ela o olhou quase como se parecesse entende-lo. Eles continuaram andando e acabaram topando com alguns amigos. Aceitou o convite para beberem algo e foi quando sentiu algo estranho, uma sensação incômoda que ele conhecia – prenunciava problemas. Olhou ao redor, enquanto Kuro rosnava levemente. Por fim deu de ombros.

Jin Quon Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio PPHQUss– Não é nada! Vamos!

Preparava-se para pedir quando ouviu um grito.

Voz feminina na multidão
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio O2Dfbph- Facínora. Volte aqui. Maldito. Desgraçado. Volte e lute!!!!!

Todos procuraram a origem do grito. Em princípio Jin preferia não se envolver em confusões, mas estava entediado, a voz era feminina e parecia estar em problemas.

_________________
Baú do Judas
Judasverso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tiagoriebir
JOGADOR
Tiagoriebir

Mensagens : 6

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySab Set 22, 2018 2:03 pm

Retsuko estava cansada. Física e mentalmente. Uma parte de si não queria acreditar que a melhor e mais pacífica fase de sua vida até aquele momento havia acabado.

Sensei Kakugo... Sensei Kakugo... Falhei com você.

Eram pensamentos que iam e vinham constantemente. Às vezes as lágrimas tentavam se manifestar, mas ela não deixava que isso acontecesse. Ela não se sentia pura, digna o suficiente para chorar a morte do sensei. Por outro lado, por mais estranho que fosse, sentia que aquela vontade significava que sua natureza humana ainda existia. Mais um motivo para agradecer a seu mestre.

Mas aqueles eram os pensamentos que menos vinham. A maior parte deles era concentrada em seus perseguidores. Se estava cansada, era porque fugia. Os malditos soldados de Akumahou — criaturas de corrupção cega, como ela mesma já fora no passado — estavam em seu encalço, ela tinha certeza. Mas ela logo chegaria em Shinkyo. Esperava que o amigo de seu mestre a acolhesse, a despeito de sua natureza, ao menos o suficiente para que pudesse descansar. Partiria logo que pudesse, carregando os seus problemas consigo. Não se tornaria um fardo desnecessário a ele.

Os raios de sol do entardecer banhavam o rosto de um homem que aguardava, postura muito reta, à frente da casa que lhe havia sido indicada. Seu primeiro instinto foi desconfiar, pois não deveria estar sendo aguardada. O homem falou apenas o necessário e pediu que a acompanhasse. Ela notou que ele não se demorou a olhar suas deformidades. Ou era muito tolerante ou muito educado. Provavelmente a segunda opção. O povo de Tamu-ra era sempre muito educado.

Retsuko obedeceu o que o homem disse, emitindo um "obrigada" em voz baixa, a mão a postos para qualquer possível ataque. Talvez o amigo de seu mestre estivesse esperando outra pessoa, por coincidência. Ela achou que não seria bom chegar no lugar de alguém, mas não tinha muito tempo. O empregado educado lhe deu as costas e a fez seguir por um corredor da casa tradicional, até chegar a uma sala, onde um homem que emitia uma grande aura de poder a aguardava. Ele tinha os olhos rasgados dos tamuranianos. Era Yao Xiao.

Quando ele falou, teve certeza de que não era engano. Já estava sendo aguardada. Desconfiou duplamente. Mas tentou lembrar da etiqueta que o sensei havia lhe ensinado, por hora. Sentou-se a seu pedido.

— Obrigada, senhor Xiao.

Ante o pedido do homem, ela começou a relembrar os acontecimentos.

— Fomos atacados. Homens do Lorde Lampreia. Lefo... digo, kaijin, assim como... assim como eu. Vivíamos nas montanhas escondidos, mas eles acabaram nos encontrando. O sensei e eu resistimos, lutamos como nunca. Mas eram muitos. Ele... ele pediu... ele ordenou que eu fosse embora. Eu não quis obedecê-lo de início mas acabei fazendo...

Retsuko engasgou por um instante, ruborizando. As lágrimas queriam vir mais uma vez, e mais uma vez ela resistiu. Respirou fundo. Olhou nos olhos de seu interlocutor e prosseguiu.

— Eu fugi. Deixei que ele lutasse com os meus inimigos, enquanto eu fugia como uma covarde. E de nada adiantou, porque os soldados de Akumahou me seguiram. Isso só pode significar que Kakugo-sensei não... não conseguiu. Tentei despistá-los nas montanhas, mas isso só funcionou por dois dias. Venho fugindo para cá desde então. Faz uma semana hoje. E me desculpe por isso, mas há uma grande chance de que eles ainda estejam em meu encalço, mesmo aqui.

Retsuko desviou o olhar. Alguns instantes se passaram, e ela retomou, deixando os sentimentos mais passionais de lado, retomando a desconfiança em seus olhos amarelos.

— Como o senhor sabia que eu estava chegando?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aldenor
JOGADOR
Aldenor

Mensagens : 132
Localização : Curitiba

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyDom Set 23, 2018 6:41 pm

Tamu-ra não era em nada parecido com o que lembrava. Suas memórias de criança ainda que pudessem conter pingos de exageros juvenis, certamente entendiam que Yamadori era imensamente maior e mais desenvolvida que Shinkyo.

Não que isso importasse. Na verdade, Takashi preferia que fosse assim. Preferia edificar a sociedade, participando ativamente dela do que apenas se ajustar a uma cidade enfadada pelo peso dos séculos de tradição. O jovem samurai não era exatamente contrário a todas as tradições, longe disso. Pois a honra e a verdade foi ensinada por Lin-Wu e era uma verdade absoluta e atemporal. Porém, vivendo com os valkarianos e outros povos do Reinado, Takashi aprendeu a ter um pouco mais de jogo de cintura e a não ser tão rígido.

E, aliado a isso, o samurai não tinha um senhor. Foi dispensado de seus serviços, dos serviços de sua família Kimura para com os Yamada. Um samurai honrado talvez buscasse o harakiri. Talvez a morte e o fim de seu clã fosse o destino correto a se fazer. Mas Takashi não queria isso. Manteve-se como um samurai, mas sem senhor. Não se via como um ronin, pois seu objetivo era, sobretudo, servir a Lin-Wu.

E assim os dias se passaram na nova capital, ajudando outras pessoas a afugentarem problemas e a ter segurança para a sociedade prosperar. Servir Lin-Wu era servir ao povo tamuraniano. Em um desses dias tranquilos, entretanto, Takashi sentiu algo estranho no ar. Como se o os ventos soprassem errado, como se os animais se comportassem diferentes...

... e um grito de uma mulher atraiu seus olhares. Pedia ajuda. Este era um trabalho para o samurai da lua minguante. Correu até a origem do grito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyQua Set 26, 2018 3:47 am

Shinzou Akabane

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz

*Um ninja não teme, não recua, não falha. Foram as palavras que ouviu aos seis anos, quando afundou uma ninja-to no peito de uma mulher. Era uma mulher forte, portanto, fora um privilégio lhe darem o golpe final. Mal sabia ele que seu clã realizava aquela missão em nome de um crápula. E esse crápula seria o seu fim* 

*Akumahou, lorde lampreia. Os shinobi akabane, a sombra vermelha, o serviu por anos, matando, combatendo, espionando e até roubando em seu nome. A lealdade do ninja não vinha dos preceitos de honra, tão palpáveis em Tamu-ra, mas na crença de que existe algo muito além dela. Junto com outras crianças, o treinamento começava cedo, seguindo os adultos, limpando corpos, aprendendo a matar inimigos caindo, disfarçando, se esgueirando por cantos apertados. Tudo para construir a ferramenta perfeita. Shinobi* 

*Como saberiam? Que a Oniame viria?  Que aquele ser estava tão ligado a ela? Disfarçando por dons que vão muito além dos jutsus, ele iludiu a todos. O clã pereceu. Não... foi transformado. Os shinobi Akabane agora eram apenas monstros deformados, servindo o lorde Akabane. Com exceção de dois. Os mais fortes. Os pais de Shinzou. Seus corpos foram preservados, mas não suas mentes. Esvaziadas, atuam agora como marionetes perfeitas para o demônio.*

*Agora, Tamu-ra está livre, mas Akumahou ainda vaga por ai. Shinzou, como um dos últimos sobreviventes, junto as outras crianças que de lá escaparam, tem uma última missão: Matar o lorde Lampreia. E se isso não libertar sua mãe e seu pai... Matá-los também. É a unica forma de salvar o legado de seu clã. Seu companheiros, que seguiram para caminhos diferentes, também concordam com isso. Sua jornada será ardua, numa terra que odeia ninjas e seu caminho desonrado. Um caminho a se trilhar na solidão* 

*Então quando uma pequena garotinha surgiu a sua frente, a única reação de Shinzou, foi essa:* 

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 2ahi1dg - ...


*Desviou o caminho e continuou andando, como se ela não passasse de uma miragem* 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySex Set 28, 2018 11:05 pm

[Arredores de Shinkyo]





???
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6sTIfTB- Estamos quase prontos, senhor.
...
– Não haverá falhas dessa vez. Vamos capturar a traidora, ou matá-la na tentativa.
...
-.Eles nem saberão. Duvido que alguém sequer desconfie. Antes do raiar do dia essa cidadezinha sofrerá por esquecer quem são os verdadeiros donos dessa ilhota.



Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio NPT20Jk
O homem ouve enquanto Retsuko conta sua história, sem desviar o olhar, nem pestanejar. Quando a jovem termina ele se levanta, caminha até a janela e observa o céu. O sol poente tinge o firmamento de vermelho.




Yao Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6vZayMT- Eu posso ser um Wu Gen, mas os espíritos não me são estranhos. Foi assim que soube que meu amigo já não mais vivia nesse plano.
- E nós tínhamos um acordo mútuo, se algo acontecesse a um de nós, enviaríamos nossos filhos um ao outro.

Ele se vira, e é possível ver que, apesar de poderoso, aquele homem não é tão jovem quanto fora um dia. Retsuko reconhece no rosto do Wu-Gen a mesma expressão que vira tantas vezes em Kakugo-Sensei. Cansaço, pesar e aquele algo mais que Retsuko nunca conseguiu entender.



Yao Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6vZayMT- Quando era jovem, conheci Kakugo-San, nós viajamos juntos, conhecemos muito lugares, muitas coisas e muitas pessoas.
- Foi nesse época que conhecemos Akumahou. Tivemos alguns conflitos com ele.
- E agora ele volta para nos assombrar.

Yao Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6vZayMT- Retsuko-San você pode descansar aqui o tempo que quiser. Valrind já deve ter preparado seus aposentos. E uma boa refeição quente já deve ter sido preparada.
- Tem mais alguma coisa que esse senhor pode te ajudar essa hospede?



Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 9eWztEz
O samurai corre em direção aos gritos.
Uma curva.
Uma viela.
O pedido de ajuda.
Quando Takashi se dá conta está sozinho, no meio de uma praça pequena.
O por do sol tinge o céu, e a sensação de lhe afligiu o dia todo se intensifica.
É nesse momento que ouve passos.
Uma pessoa entra na praça pelo lado oposto de onde o Samurai se encontra.
É alto e usa um manto preto sobre seu corpo.
Ao notar a presença de outro além dele mesmo naquele lugar recluso o ser estaca.



Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio QvoR7aW– Ora ora... O que temos aqui?
- O soldadinho do dragão se perdeu foi?
- Por que não volta pra junto do povo? Eles devem precisar da sua ajuda, logo logo..
- Hahahahahaha



Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio ALoUE8R
Ao ouvir os apelos femininos Jin se move para procurar a origem.
Uma garota, aparentemente deslocada do local, tentava alcançar um homem que estava em fuga em direção a porta.
Contrariando o bom senso, ninguém parecia se importar, ou mesmo notar a movimentação, e balburdia.
A cena se desenrolou como que em câmera lenta. E quando ambos saíram do local, o Wu-Gen sentiu novamente o arrepio na nuca.
Kuro rosnou.
A porta se abriu
Entrou um homem alto, de cabelos brancos de porte elegante. Não era tamuraniano, mas era conhecido. Valrind, o homem que servia sua família desde que chegaram a Shinkyo.
O artoniano se aproximou da mesa de Jin com leveza e disse com uma voz melodiosa.




Valrind
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Y4j6nFf – Jovem mestre. Perdoe-me por interromper seu momento de lazer.
- Xiao-Sama gostaria de lhe ver.

Assim que transmitiu sua mensagem, fez uma reverencia e se preparou para sair.


Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz
O ninja era tão habilidoso que não chegava nem a ser um desafio. A garota tentava abraça-lo, ou ao menos toca-lo, mas não conseguia.
Shinzo caminhava pelo porto observando e desviando da garota que insistia em estar ali.
Quando percebeu que não iria alcançar seu objetivo a garota falou.




Aya
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio KZqQdMW – Ok Onii-Sama, vejo que você é muito capaz. Deve ser um verdadeiro Deus entre os mortais. Sim. Sim.
*A menina falava com uma insistência que não era habitual para o shinobi*
- Onii sama com certeza deve ser um líder, cheio de vassalos. Sim. Sim.
[b*A insistência era quase irritante*[/b}
- Mas sabe Onii-Sama, hoje realmente não é um bom dia. –*Baixou a voz* A Bocarra vai se fechar aqui. Então aconselho a se proteger.
*Um sorriso malicioso passa pelos lábios da garota*
- E tome cuidado com suas vitimas, temos olhos em todos os lados. Bye bye Onii-Sama

E assim, como veio foi.
Deixando no ar um perfume doce.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Padre Judas
MODERADOR
Padre Judas

Mensagens : 189

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: JIN QUON XIAO   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySab Set 29, 2018 9:55 pm

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio CNjRFaE

Havia algo de errado por ali. Jin despediu-se dos colegas, cancelou o pedido e correu para fora do estabelecimento enquanto falava a Valrind.

Jin Quon Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio PPHQUss– Eu vou daqui há pouco, tenho que checar uma coisa!

Saiu estabanado, procurando pela moça e o sujeito. Precisava confirmar se aquela sensação desagradável vinha de um deles.

_________________
Baú do Judas
Judasverso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aldenor
JOGADOR
Aldenor

Mensagens : 132
Localização : Curitiba

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyDom Set 30, 2018 10:37 am

Takashi correu pelas ruas até se ver sozinho em uma praça. Olhando para os lados, sentiu o incômodo crescer. Nada bom.

Sua sensação se concretizou na presença daquela figura em mantos. Um homem que se escondia em roupas pesadas poderia ter muito a revelar. Takashi o encarou severo após ouvir suas palavras.

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio BpMBN9AEu sou Takashi Kimura, samurai de Lin-Wu. E você quem é? Revele-se completamente.

Sentia no âmago de seu ser uma correlação entre o grito feminino e este homem. Estava no epicentro da querela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tiagoriebir
JOGADOR
Tiagoriebir

Mensagens : 6

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptySeg Out 01, 2018 9:40 pm

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio NPT20Jk

Enquanto contava sua história, Retsuko correspondia o olhar firme. O fato de manter o olhar indicava a ela que aquele homem era de fato confiável. Seu sensei também confiou nele e isso era tudo.

Citação :
- Eu posso ser um Wu Gen, mas os espíritos não me são estranhos. Foi assim que soube que meu amigo já não mais vivia nesse plano.
- E nós tínhamos um acordo mútuo, se algo acontecesse a um de nós, enviaríamos nossos filhos um ao outro

— Compreendo — ela respondeu. Aquele homem também tinha contato com o mundo espiritual. Mais uma conexão com seu mestre.

Citação :
- Quando era jovem, conheci Kakugo-San, nós viajamos juntos, conhecemos muito lugares, muitas coisas e muitas pessoas.
Retsuko tentou imaginar os dois jovens, desbravando o mundo e vivendo como aventureiros.

Citação :
- Foi nesse época que conhecemos Akumahou. Tivemos alguns conflitos com ele.
- E agora ele volta para nos assombrar.

— Eu... nunca imaginei isso — Retsuko se seurpreendeu. — Não sabia que vocês já haviam tido contato com ele. Kakugo-sensei nunca me disse nada a respeito. Pensei que este era um problema unicamente meu... De toda forma, me desculpo por trazer este problema mais uma vez até você, senhor Xiao.

Kakugo-sensei conheceu Akumahou e também teve problemas com ele no passado. Porque será que ele não havia contado? Teria sido por isso que ele a acolheu e treinou nos últimos anos? De toda forma, Kakugo havia sido bom, e ela era eternamente grata a isso. Aquilo havia pegado Retsuko de surpresa, mas ela não demonstraria ao wu-jen que ficara abalada.

Citação :
- Retsuko-San você pode descansar aqui o tempo que quiser. Valrind já deve ter preparado seus aposentos. E uma boa refeição quente já deve ter sido preparada.
- Tem mais alguma coisa que esse senhor pode te ajudar essa hospede?

— Muito obrigada, senhor Xiao. Agradeço sua hospitalidade e me comprometo a não ficar mais tempo do que o necessário.

— Se o senhor me permite, gostaria de pedir que mantivesse seus amigos espirituais em alerta. Não vi mais rastros de meus perseguidores, mas ainda assim, não gostaria de causar mais problemas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyTer Out 02, 2018 9:05 pm

Shinzou Akabane

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz

*Shinzou olhou para trás, no ponto vazio onde a garota estava antes. Um aviso ou ameaça velada? Shinzou era um no meio da multidão, que vagava inerte aos joguetes caóticos do mundo. *


Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 2ahi1dg - Tsc...

*Um segundo depois, o ninja havia desaparecido também. Em silêncio. Sem ser notado, deixando para trás apenas um circulo de poeira a rodopiar. Agora o Shinobi havia subido no ponto mais alto do local, donde tudo poderia vir, buscando antever o que significava a tal bocarra que estava prestes a fechar* 

*Quem eram eles? Um pressentimento sombrio assolava o seu peito. E seu estomago começava a roncar. Sequer havia almoçado e sabia que em breve, sangue e gritos ecoariam pela cidade* 


MOVIMENTO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyQua Out 17, 2018 1:11 am

[Arredores de Shinkyo]





???
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6sTIfTB- Falta pouco agora. Logo eles saberão... E pagarão caro.
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz
Shinzou tomou o topo sem dificuldades.

Sua perícia e destreza eram sem tamanho. E antes que alguém pudesse impedir, ou sequer notar, estava no topo do prédio mais algo de porto Tsuki, o silo de abastecimento dos navios.

De lá, podia ver tudo nas imediações do porto, o Palácio Imperial, o Meiyo'Dera, toda a extensão do Shirakawa, o Chuushinbu e muito mais além.

Procurava algo que lhe desse alguma indicação. algum sinal, algo... Sombrio... que pairava pela cidade, uma névoa densa...

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio ALoUE8R

Ao sair do estabelecimento, sob som de protestos dos colegas, Jin procurou pelo casal, avistando o que poderiam ser suas costas ao longe partiu em naquela direção, só para dar de cara com Kuro, que parecia estar a sua espera.
O cão fiel estava inquieto, ao avistar o dono latiu, girou, foi indicou uma direção e voltou a latir.

Kuro queria ir para a direção oposta. Não era sempre que Kuro agiu de forma tão incisiva. Talvez segui-lo valha a  pena.

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 9eWztEz

O homem encapuzado não parecia afetado pelo tom inquisitivo de Takashi.
"]
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio QvoR7aW-Takashi... Kimura... -Takaki... -Takira...
*O suspeito começa a dizer sem dar importância à presença do Samurai*
-Ah. Já sei. Taki-Kun. Sim esse é um ótimo nome.
-E me revelar completamente? Bom, você pode me chamar de Shikasti.
*agora o homem fazia uma pequena reverência*
- Mas sério Taki-kun, você deveria mesmo ir dar atenção ao povo, não falta muito agora.
-Há há há há...
*a risada parece ecoar nas paredes da pequena praça*
-Mas se você quiser brincar comigo...
O homem coloca uma mão dentro do sobretudo, e tira de uma katana, ainda embainhada.

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio NPT20Jk

Retsuko escreveu:

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 12-56— Eu... nunca imaginei isso
- Não sabia que vocês já haviam tido contato com ele. Kakugo-sensei nunca me disse nada a respeito. Pensei que este era um problema unicamente meu... De toda forma, me desculpo por trazer este problema mais uma vez até você, senhor Xiao.

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 6vZayMT-Acredito que meu amigo não queria lhe sobrecarregar. Mas devo admitir que certas coisas devem ser ditas. e é por isso que estou contando a você agora.
- Não se preocupe. Esse velho senhor tem mais de um truque na manga para se proteger daquele um.

-Além do mais fique o tempo que achar necessário, estaremos alerta para qualquer acontecimento.
---
O quarto preparado para Retsuko era maior do que qualquer um que ela já tivera.
Quaisquer itens do lar e vestimentas poderiam ser encontradas ali.

Também foi indicado um lugar onde poderia se lavar, uma terma. ao ar livre, mas devidamente fechada a estranhos.


OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Padre Judas
MODERADOR
Padre Judas

Mensagens : 189

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: JIN QUON XIAO   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyQua Out 17, 2018 11:36 am

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio CNjRFaE

Jin queria ir atrás do casal, mas sua cachorra indicava a direção oposta.

Jin Quon Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio PPHQUss– Hã? Pra lá? Mas o que tem lá...?

Esperou por uma resposta que obviamente não veio. O rapaz percebeu que perdera o casal de vista e suspirou.

Jin Quon Xiao
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio PPHQUss– Aff… tudo bem, tudo bem. Vamos ver o que tem lá, garota. Vai na frente!

E seguiu o animal.

_________________
Baú do Judas
Judasverso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EmptyDom Out 28, 2018 2:41 am

Shinzou Akabane

Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio EA3d4Lz

*Num segundo, o shinobi estava ali, sobre o alto de uma construção observando os transeuntes a viver sua rotina. Numa piscada do olhar ou na lufada de vento, sumira. Utilizou sua arte ninja para buscar um esconderijo e trocar de roupa. Abandonar o quimono e vestir seus trajes das trevas, preparando-se para o que viria a seguir *

*Até que a bocarra se fechasse, continuaria nas trevas*


Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio 2ahi1dg - O que está havendo...? 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty
MensagemAssunto: Re: Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio   Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Re:Rising Sun - Primeiro Movimento - Adagio
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» treino 1- primeiro treino de gennin

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum do Mamute :: PbF (Play by Fórum) :: Campanhas :: The Solarium-
Ir para: