InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe
 

 ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Fenris
JOGADOR
Fenris

Mensagens : 77

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySeg Out 29, 2018 10:43 pm

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

Uma longa descida os levou até a toca do inimigo, aonde Roselynn os guiou carregando a tocha, dando à Delilah uma bela visão de seu corpo enquanto a alquimista procurava se esgueirar, ficando longe da visão de qualquer possível inimigo. Quando as criaturas surgiram, a mulher apenas se encostou em uma parede, sacando a cimitarra que trazia seu nome como um relâmpago, se preparando para saltar sobre um inimigo assim que ele se movesse para seu alcance.

Levou a mão ao cinto, puxando o Sangue Negro entre os vários frascos, e o desceu pela garganta. Primeiro, seus olhos se arregalaram. Sentiu seu corpo queimar, enquanto seu próprio sangue s tornava cáustico. Para qualquer uma ao seu lado, uma visão mórbida enquanto as veias em seu rosto se destacavam se tornando escuras como ébano e seus olhos brilhavam amarelos. Suspirou, liberando uma leve névoa, enquanto voltava ao normal.


ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

OFF escreveu:
Tomo Sangue Negro e preparo ação para atacar quando qualquer inimigo se aproximar de F5. Edito depois quando receber informação sobre o lobo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyTer Out 30, 2018 12:50 pm

Ikarus decidiu seguir com o plano, mesmo depois que os kobolds de alguma forma acertaram uma pedrada nela.
"Malditas lagartixas e suas pedras. Angra me desculpe, mas vou me livrar desses seis aqui antes que eles vão atrapalhar você."

Voar e atirar com seu arco era muito fácil, mas a copa das árvores, a movimentação constante e fugir das pedras deixava a situação complicada.

A elfa atirou com seu arco, mas errou e foi imediatamente alvejada pelas pedras dos kobolds. Conseguiu desviar de três delas mas a ultima a acertou, deixando uma marca vermelha no abdome e uma dor constante.
Atirou novamente, mas a dor a distraia e errou novamente, outra chance para os kobolds a acertarem, e acertaram.

"Por Azgher, preciso acabar logo com isso antes que essas coisas me derrubem à pedradas do céu"
Atirou novamente, e sua prece foi atendida. O disparo foi excelente e a flecha verdadeira. Outro kobold foi ao chão.
Isso pareceu deixar os seres mais ariscos e voltaram a atirar suas pedras, acertando a elfa que acumulava dores pelo corpo.

"Já foram metade, só restam três. Força Ikarus, você consegue"

Retesou a corda do arco, e a soltou, a flecha voou certeira, jogando mais um kobold ao chão.

Os lagartos fundaram novamente suas pedras, mas com menos pedras era mais fácil desviar e a elfa se esquivou destas.

Mais uma flecha, mais um corpo estirado no chão.
Ikarus estava cansada e talvez o kobold também, por que seguiram erros de ambos os lados. Houve um momento de hesitação, e o disparo final veio na forma de uma flecha. O ultimo kobold da pequena patrulha jazia no chão da floresta.

A felicidade da vitória logo foi tomada pelo pesar das vidas desperdiçadas, a amiga não ficaria feliz com isso.

Decidiu então, descer até os kobolds e deixar todos os seus corpos juntos. Aproveitou parar procurar algo que pudesse ser útil para a missão, um mapa talvez... "Kobolds sabem ler mapas?"

Ao juntar todos os corpinhos e recuperar algumas flechas, Ikarus decide procurar por um caminho a seguir, na direção que a patrulha estava se dirigindo.

Ação:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
fantasmageek
JOGADOR


Mensagens : 27

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyTer Out 30, 2018 5:34 pm

Adentraram a caverna de forma cautelosa, Roselynn segurando uma tocha acesa seguindo as instruções da Rainha.
 
“Seguir vossa majestade.”
“Servir vossa majestade.”
“Conquistar vossa majestade.”
“Guiar pela escuridão.”
“Muita luz, muito chamativo.”
“Ver os inimigos, mas deixar que eles te vejam.”
“Quando está com uma faca de dois gumes esteja certa de fincar a ponta mais afiada naqueles que te atacam.”
 
Apertou o arco firme em sua outra mão, sentindo uma sensação de segurança inesperada ao se assegurar que estava com sua arma pronta caso algo acontecesse. E logo adiante um grupo de kobolds surgiu, não pôde evitar de rir, lembrando-se dos corpos caídos em sua jornada com a Rainha antes de chegar a vila. Realmente preferia-os como corpos jogados no chão.
 
“São como moreau.”
“Serpentes, morcegos, crocodilos...”
“Amaldiçoados.”
“Tomados pelo Branco.”
“Ou serão abençoados pela Dama?”
“A Dama não vive longe do Sol.”
“Da vida.”
“Da liberdade.”
“Aqui não há marcas de suas lágrimas.”
 
Ouviu eles sibilarem, entendendo que acreditavam ter achado mais um tributo para sacrifício.

 ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Pf10

- Tsc. Serpentes que renunciam a Dama não merecem viver. – sussurrou para si mesma.
 
 
Soltou a tocha, ouvindo o barulho da mesma ao cair nas pedrinhas contrastar com os sons que dominavam sua mente frenética.
 
“Matar.”
“Proteger a Rainha.”
“Proteger a Dama.”
“Sangue de serpente irá pintar o chão da caverna.”
“E nutrirá as flores da Dama.”
 
Sorriu mais uma vez e levantou seu arco, mirando no kobold que estava em sua diagonal. Ignorou a luz das brasas do lobo que lhes encarava com sede de sangue e atirou. Manteve-se parada tempo o suficiente para checar que havia acertado seu alvo e então se movimentou para a direita, procurando não ficar na mira central daqueles lagartos pútridos.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 8:32 am

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Delilah usava uma das da irregularidades da caverna para se proteger e se manter oculta. Seus olhos percorria as fileiras de kobolds e o lobo. Não tinha muitas informações sobre a besta ímpar, mas sabia algumas coisas que demonstravam que era perigosa. Teve sua atenção desviada então para Roselynn, que largava a tocha no chão e posicionava seu arco. Tão rápido quanto, uma flecha voou certeira contra o peito de um dos kobolds, que caiu imediatamente de costas, inerte. Os outros ficaram agitados, enquanto a moreau correu para conseguir cobertura.

Três deles avançaram contra Angra com suas lanças em riste. Dois tentaram estocá-la, porém a mulher chutou uma das pontas e desviou a outra com seu escudo. O último, tentou espetar Cecília, mas sua arma rústica parou em sua proteção arcana. Pedras voaram logo em seguida, a maioria inofensiva, sendo barradas por escudo e magia. Uma delas Angra evitou bater em seu rosto com sua lâmina curta, outra, entretanto, acertou a lateral da cabeça de Roselynn.

Citação :
Roselynn sofreu 1 ponto de dano

Iniciativa :
 

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo511

***

Para a decepção de Ikarus, os kobolds carregavam apenas lanças rústicas, pedras e tiras de couro. A elfa do céu então terminou de juntá-los num canto e procurou por suas flechas, neste quesito tendo mais sorte, recuperando seis delas. As restantes estavam perdidas ou quebradas. Levantou voo novamente, seguindo na direção para onde os kobolds seguiam, mais atenta desta vez, planou por algumas horas acimas das árvores, quando conseguiu ver, precisamente, Arekus parado no meio da floresta, parecia que estava vigiando algo.

Citação :
Ikarus recebe 600 XP

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV 14/14 <> CA 21/13 <> PM 8/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 27/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 2/3 <> PA: 1 <> Condição:
Ikarus <> PV 19/20 <> CA 18/18 <> PM 8/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 22/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 12:27 pm

"Já devia saber que eles não teriam nada de útil." Foi o que pensou Ikarus ao revistar os kobolds. Passou então a procurar por suas flechas encontrando seis delas em estado de reuso.

"Bom, dezesseis serão melhor que dez. Agora vamos ver se encontro o destino deles."

Saiu voando dali a procura de algo, que nem a própria elfa sabia dizer o que era.

Para sua surpresa, ao mesmo tempo agradável e não. Avistou Arekus, sozinho, parado, no meio da floresta. Parecia estar devidamente relaxado, "Estranho..."

Ikarus se aproximou do colega, chamando sua atenção, para não ser confundida com um inimigo. Mas sem fazer muito barulho, para não chamar atenções indesejadas.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 1JgFJE1-Arekus. Sou eu, Ikarus. O que está fazendo aqui sozinho? onde estão as outras?
Perguntas precisavam de respostas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 3:20 pm

Angra dos Cabelos de Fogo!

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 2mzcz2f

- ESCUTEM! OS DE LONGA DISTANCIA, REDUZAM OS INIMIGOS!! OS DEMAIS, DERRUBEM A AMEAÇA QUE É ESTE LOBO!! VAMOS!!!

*Angra esquiva-se dos Kobolds e pisa pesado a frente do Lobo, o encarando e trazendo ao desafio. Sabia dos riscos, mas não arriscaria nenhuma das outras garotas. Aquela fera era perigosa e precisava cair* 



- Cecilia... Comigo!! 

*Ergue o escudo, antes de martelar a criatura com sua espada, sentindo a lâmina nada lhe fazer*

- Tsc... A criatura é perigosa... Creio ser o trunfo deles... Mudança de planos... DESTRUAM ESTE LOBO!!

AÇÃO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 4:08 pm

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Angra movia-se na direção do lobo, sua armadura a fazendo mais imponente, enquanto distribuía ordens, agitou sua lâmina contra aquela estranha criatura. Mas para sua surpresa, a espada resvalou nas escamas que estavam mescladas em meio aos pelos, sem causar nenhum dano aparente. Imediatamente, percebeu com absoluta certeza não era um animal comum. Ele então saltou, tentando lhe morder, porém ligeira ergueu seu escuro e o bloqueou, vendo sua face muito perto da sua, enquanto rosnava e a encarava com seus olhos flamejantes.

Iniciativa :
 

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo512


***

Ikarus desceu descrevendo círculos no ar em direção ao minotauro. Arekus deu um pequeno salto de susto, então colocou as mãos na cintura, aparentemente mais calmo.

Citação :

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Arekus11

- Oh, olá, Ikarus... Bem, é... A caverna dos kobolds é descendo esta ravina, eu fiquei vigiando enquanto elas desceram...

Sua voz falhou um pouco no final da frase.

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV 14/14 <> CA 21/13 <> PM 8/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 27/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 2/3 <> PA: 2 <> Condição:
Ikarus <> PV 12/20 <> CA 18/18 <> PM 8/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 22/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
Aldenor
JOGADOR
Aldenor

Mensagens : 132
Localização : Curitiba

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 4:37 pm

Desceram. E não demorou muito para um pequeno exército de kobolds aparecerem em seu encalço, seguidos por um lobo escamado e olhar flamejante. Provavelmente tinha sangue de dragão igual a ela. Ao contrário do que se espera em uma situação perigosa, Cecília estava confiante dessa vez, deixando um meio sorriso.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 MzwbjiFHeh... acho que este lobo é privilegiado com o sangue dos dragões.

Comentou displicente. Delilah, a covarde, se escondeu e bebeu alguma coisa que a fez mudar a cara. Rose disparou um virote em um kobold derrubando-o com facilidade, enquanto os kobolds avançavam para atacá-las. Cecília desviou habilmente

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 N1NGGAmQuer me machucar, lagartinho? Oh que bonitinho.

Comentou e já se preparou para fulminá-lo, junto com seus amigos quando Angra se jogou contra o lobo. Ela queria que focassem nele.

Cecília queria mostrar seus poderes e derrubar um monte de kobolds para depois assoprar as mãos. Porém, não havia muita glória em derrotar simples animaizinhos.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 XjUxRhOArcaniss Nil'gnosi!!

Gritou gesticulando suas mãos. De seu dedo indicador apontado em riste, dois dardos místicos brilhando em lilás serpentearam até o lobo.

Ação de Cecília escreveu:
Padrão: conjura mísseis mágicos (1 PM) contra o lobo. Dano 9.
Movimento: se desloca para f-5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fenris
JOGADOR
Fenris

Mensagens : 77

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 6:36 pm

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

A preparação estava feita, e a garota sorriu, seus olhos agora de um amarelo mais mortal, suas veias se destacando negras em seu rosto. Com a espada em sua mão esquerda como um relâmpago, ela disparou, passando por Cecilia sem distrair seu olhar, como se a aliada fosse apenas um obstáculo físico até seu alvo, um kobold não muito a frente. Se posicionou entre ele e mais dois, mal parando o corpo antes de rodar a lâmina, o decapitando em um golpe limpo.

Olhou para os outros dois, e esperou que a atacassem. Teriam uma surpresa divertida caso o fizessem.


ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

OFF escreveu:
Se move até E5 e ataca o kobold em D5. 15 no ataque. O kobold morre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Out 31, 2018 6:54 pm

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Arekus11- Oh, olá, Ikarus... Bem, é... A caverna dos kobolds é descendo esta ravina, eu fiquei vigiando enquanto elas desceram...
Arekus parecia incomodado com algo, era difícil saber o que.
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 1JgFJE1-Vigiando? Vigiando o que? De qualquer forma, elas entraram não é? Talvez eu devesse ir atrás delas... Mas debaixo da terra.... Como elas desceram? Quer que eu te ajude a descer? talvez eu possa te dar uma carona, se não for muito pesado... -Ikarus fazia troça do minotauro para disfarçar os próprios medos e receios.
- Eu vou até lá, Angra pode precisar de ajuda, e se alguém estiver machucada eu devo ajudar nisso.
A elfa vai até a porta da caverna com ou sem o minotauro.
"Que bom que esses meus olhos enxergam bem no escuro. Vamos lá Ikarus você consegue, as meninas podem precisar de você agora"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQui Nov 01, 2018 7:37 am

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Delilah finalmente se revelava, saindo das sombras com sua cimitarra em mãos, cortou com facilidade a carne kobold, como se fosse uma folha de papiro. Antes que ele caísse, seu olhar estava nos outros dois, esperando que eles lhe atacassem, porém então seus olhos recaíram novamente sobre o que tinha acabado de matar. Seu corpo inerte começava a borbulhar. Bolhas alaranjadas e flamejantes crescendo sem parar. A ranger não teve tempo de gritar, apenas de saltar para o lado quando o kobolds explodiu. Angra, de canto de olho jogou-se contra a parede. Cecília, entretanto, fora totalmente engolida pelas explosão, caindo, com com metade do corpo queimado. Angra tinha a armadura em brasa e Delilah uma parte do pescoço chamuscado. Os outros dois kobolds foram pegos na explosão também, caindo mortos imediatamente.

Citação :
Cecília sofreu 15 pontos de dano; Angra e Delilah sofreram 7 pontos de dano

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo513

Iniciativa :
 

***

Arekus deu umas batidas no peito de leve.

Citação :

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Arekus11

- Ah, sim... Oras, para uma emboscada caso saíam muito cansadas é claro... Sim, é isso. Temo também que seja muito pesado para que me desça, as meninas desceram com uma corda... Mas boa sorte, estarei aqui em meu posto.

Cruzou seus braços e voltou a mirar a direção oposta da ravina, embora seus olhos olhasse de esguelha para ver quando Ikarus desceria.

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV -1/14 <> CA 21/13 <> PM 8/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 20/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 2/3 <> PA: 2 <> Condição:
Ikarus <> PV 12/20 <> CA 18/18 <> PM 8/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 15/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
fantasmageek
JOGADOR


Mensagens : 27

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQui Nov 01, 2018 11:33 pm

Roselynn protegeu-se, observando enquanto as companheiras lutavam.  Sofreu um pequeno ferimento, talvez seria melhor lutar ao lado das companheiras? Procurar outro local para atacar?
Fez menção a sair de seu esconderijo quando em sua frente surgiu uma explosão acompanhada de chamas e sua mente foi tomada pelo som do sofrimento de suas companheiras.
Sentiu-se vacilar, apoiando-se na parede de caverna, a textura desagradável e os pés firmando no chão seco sendo sua única segurança. Em sua mente, podia ver o branco novamente.

O Branco tomará conta de tudo.

Serpentes prateadas sibilavam junto ao som do grito da Rainha, que agora jazia como um corpo no chão. Sua beleza transfigurada pela maldição do Branco, tocada por destruição como tudo mais a sua volta.



 ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Mad10 
 

- Não! – gritou em meio ao desespero.
 
 
Fechou os olhos, procurando se acalmar. Forçando-se a se tranquilizar.

Apenas um momento de tranquilidade para lhe libertar daquele momento.

Mas assim que fechou as pálpebras seu desespero aumentou.

Pois não havia mais sossego em sua mente.

Tudo era Branco.
 
“Sangue!”
“As serpentes estão vindo!”
“Ele destruirá a Dama.”
“O Branco dominará tudo!”
“Branco!”
“Eles estão vindo!”
“Eles estão gritando!”
“Tortura.”
“Dor.”
“A maldição.”
“Tudo será dominado.”
“Elas morrerão.”
“Todos morrerão.”
“Tudo perecerá.”
“Ante ao Branco infinito.”
“O Branco que domina.”
“O Branco que trai.”
“O Branco que se alastra.”
“O Branco que QUEIMA!”



 ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Mad210 
 



- NÃO! – gritou com ainda mais força.
 
 
Sentiu seu corpo tremer e se afastou da parede. O ódio corria em suas veias como o fogo que acertara suas companheiras. Caminhou mais alguns passos, e parou perto do corpo da Rainha. Angra se protegia e Delilah parecia relativamente bem, com uma leve queimadura. Contudo nada disso se registrava em sua mente. Ela via apenas um infinito branco ao seu redor. Os kobolds agora eram serpentes e lobos, sibilando e rosnando, prontas para lhe atacar.

Roselynn levantou o arco, mirando na ameaça a frente, que emanava ainda mais branco. Suas escamas eram como a própria Maldição e seu fogo ardia com a promessa de morte de todos que conhecera.

Sentiu-se ameaçar a tremer novamente, e firmou as mãos no arco. Seus olhos se abriram com ainda mais ferocidade e um grito de fúria formou-se em sua garganta.


 ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Mad310 




- Vocês não os levarão de mim!

- NUNCA MAIS!
 
 
Quando as palavras deslizaram por sua língua, misturando Valkar e dracônico, ela não era mais a mesma pessoa que há instantes entrara nessa caverna. E em seu ímpeto de fúria, não poderia ligar menos para isso.

Concentrou todo seu ódio em força, puxando a corda do arco ao máximo e atirou em direção a besta.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySex Nov 02, 2018 12:45 am

Arekus não se moveria dali. E Ikarus não podia se importar menos. Ficava desgostosa com o fato, mas iria em frente independente do minotauro.

Voou decidida para a porta da caverna.

Permitiu que seus olhos se acostumassem à penumbra enquanto ponderava se devia usar seus poderes para curar seus ferimentos.

"Se eu me machucar mais lá dentro vou acabar mais atrapalhando que ajudando. Melhor estar com o corpo melhor preparado."

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 1JgFJE1-Que a luz e o calor de Azgher curem esse corpo ferido. Curar Ferimentos Leves
Tão logo o terminou a magia a elfa adentrará a caverna.

AÇÃO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySex Nov 02, 2018 7:05 pm

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Roselynn saiu de sua cobertura após ver Cecília caída, gritando, furiosa. Apesar do ódio, mirou com maestria contra o lobo, disparando sua flecha, porém percebeu o quando era complicado acertar criaturas engajadas em combate corporal, por isso a flecha bateu contra a parede, um pouco acima do corpo do lobo. Os kobolds mais atrás não se aproximaram, voltaram a girar suas tiras de couro e arremessar pedras. Quatro delas contra Delilah, uma batendo doloridamente contra os nós dos dedos e outra bem no meio da testa. Angra ergueu seu escudo e protegeu-se de três que voaram contra ela.

Citação :
Delilah sofreu 3 pontos de dano

Enquanto isso, no fundo da caverna Ikarus adentrava após curar-se. Seus olhos élficos captaram a luz da tocha e suas companheiras lutando contra algo. Cecília parecia estar caída, enquanto as outras estavam ao seu redor.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo514

Iniciativa :
 

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV -1/14 <> CA 21/13 <> PM 7/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 20/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 2/3 <> PA: 2 <> Condição:
Ikarus <> PV 17/20 <> CA 18/18 <> PM 7/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 12/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySab Nov 03, 2018 1:36 pm

Angra dos Cabelos de Fogo!

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 2mzcz2f

*A sequencia de luta que se desenrolou a seguir parece a de um verdadeiro campo de guerra. A espada de Angra martelou contra a escama do lobo, atiçando a fúria da besta contra. Esta por sua vez lançou seu corpanzil contra ele, mirando seus dentes incandescentes em sua jugular, mas o que encontrou foi um escudo sólido, sustentado por uma postura rígida como concreto, que o travou sobre suas duas patas. Então, uma explosão. Lobo e guerreira viram o fogo se espalhar e esta última atirou-se contra a parede, sendo parcialmente envolvida pelas chamas e batendo a cabeça contra pedra maciça. Então, mais sons de combate, um flecha rasante que passou por cima de sua cabeça. Encarou o lobo. Encarou a morte. Ela encarou de volta. Ambos rugiram!* 

-
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!!!!!!!!!

*Estava ensurdecida pela explosão, como se afundasse no oceano. Podia ouvir as vozes de Rose e sabia que atrás de si, Cecilia estava ferida. Travou o maxilar. O lobo não poderia passar. Ainda havia Delilah e ela. Vindo em rasante. A esperança do raiar do um novo dia. Abençoada pelo Sol. Ikarus. De soslaio percebeu sua chegada e confiou. Mergulhou inteiramente naquele combate na investida que um fazia contra o outro* 

*Terminaria em um golpe* 

*O lobo atacou com uma nova mordida mas desta vez Angra antecipou. Rolou pelo chão e se ergue com um impacto de seu escudo, que atingiu o queixo da criatura, jogando sua cabeça para o alto e erguendo seu pescoço. O olho direito de Angra brilhou em vermelho escarlate, vestigio das chamas da fênix. Girou seu pulso e com ele a espada, como se ambos fossem um tornado. Pisou forte a frete e usou a velocidade com impulso, lançando um golpe horizontal alto, usando todos os músculos do corpo, toda a técnica que absorvera em MILHARES de repetições de movimentos na ordem, usando tudo que ela era em único golpe preciso*

*Não foi limpo, não foi bonito e nem épico. A lamina estilhaçou escamas, rasgou carne, estalou ossos, fez jorrar sangue e fogo e arremessou para longe a cabeça do monstro*

*No mesmo instante, Angra já estava em postura de luta novamente, com escudo erguido* 

- O MONSTRO CAIU SOBRE A LÂMINA DA CABELOS DE FOGO!!!! RENDAM-SE, KOBOLDS!!!

*E na mesma respiração* 

- CUREM CECILIA!! CONCENTREM TIROS A DISTANCIA NOS KOBOLDS MAIS DISTANTES!! ELES EXPLODEM? QUE LEVEM UNS AOS OUTROS!! NÃO ENTREM EM COMBATE PRÓXIMO COM ELES!!!

AÇÃO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aldenor
JOGADOR
Aldenor

Mensagens : 132
Localização : Curitiba

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySab Nov 03, 2018 11:20 pm

Cecília encarava o lobo como o único adversário digno, mas mesmo assim estava confiante. Havia um grupo grande de aventureiras e estava com Angra de novo. Porém, o fogo veio no canto de visão, pegando-a completamente de surpresa.

Sem saber o que acontecia, sentiu as chamas queimando suas vestes e logo criando bolhas em sua pele, queimando parte de suas roupas, como mangas e o sobretudo. Cecília gritou cheia de horror e encontrou o chão já inconsciente.

Ação de Cecília escreveu:

Falha no teste de Sangramento: 10. Cecília sofre 1d4 de dano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fenris
JOGADOR
Fenris

Mensagens : 77

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyDom Nov 04, 2018 5:33 pm

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

Um corte, uma explosão. E tudo foi para o inferno. Quando Delilah terminou de tossir fumaça e chamas, suas veias negras se estacando com seus olhos amarelos, dando-lhe uma genuína aparência demoníaca. "Não bater nos kobolds. Entendido." Sua roupa estava metade queimada revelando a pele por baixo com as mesmas linhas negras de veias destacadas. E então, com o canto dos olhos, viu Cecília atingida pelas chamas.

"Oh não."

Virou-se em direção à outra, ignorando o perigo em virar-se assim no meio do combate. Viu Angra derrubar o lobo com um golpe certeiro, e se sentiu mais segura.
Com um braço, ergueu Cecilia, a colocando sobre seus ombros, e à levou até Icarus, que surgia no canto da caverna.

Delilah escreveu:
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 DdIaAk2
- Ikky, ajude ela, rápido. Foi tudo muito rápido, o kobold explodiu.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

OFF escreveu:
Arrasta Cecilia até F9.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
fantasmageek
JOGADOR


Mensagens : 27

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySeg Nov 05, 2018 12:46 am

O Vazio.

O ódio que correra tão ferozmente por suas veias há momentos agora transformara-se em vazio. Roselynn enxergava flashes, em alguns segundos estava em meio as serpentes e lobos, por outros estava numa caverna cheia de kobolds.

“Estão querendo lhe desviar.”
“Estão lhe enganando.”
“Cuidado com os lobos!”
“Comerão sua carne.”
“Estraçalharão seus ossos.”
“Como diferenciar?”
“Ao ser devorada, saberá o que lhe devora?”
“Eles precisam de você.”
“Só você pode salvá-los.”
“Livre-se do Branco para que as flores nasçam novamente.”
“Os animais serão livres.”
“Nossos espíritos serão limpos pela Dama.”

Olhou ao redor, tentando reconhecer as companheiras. Angra derrotara a criatura branca, ou seria um lobo(?), e Delilah parecia se recuperar. Ela carregava alguém junto de si. A Rainha? Linete? O próprio corpo de Rose? Não, não era Delilah, era um demônio. Demônios eram criaturas da Maldição. Mas as veias, tão escuras e os olhos tão brilhantes, contrastando com tanto branco...
Rose olhou de relance e enxergou asas. Um pássaro escarlate surgiu atrás de si com as lágrimas da Dama, abençoando aqueles que precisavam de cura.
Sua visão continuava a vacilar, mas o pássaro nunca mudava. O Branco havia roubado seu sangue, roubado sua vontade e seu ar. Teria também roubado sua fé?


“A Dama a enviou.”
“É um artifício do Branco.”
“Miragem de uma alma condenada.”

Roselynn suspirou. Aquele redemoinho inconstante era comum, porém sempre esteve sozinha nos surtos e soube se salvar. Claro que num passado não muito distante, quando algo assim acontecia não demorava muito e...

Ela chegava.

Roselynn não sentiu a fúria transformando-se, apenas o vazio, mas algo quebrou dentro de si. Depois de dias de viagem e apenas agora permitira-se a encarar a si mesma.
Sua inconstância, suas visões, sua taverna particular e sua mente dominada sempre foram fatos em sua vida. Características de seu ser. Por anos viveu assim, não se aproximando verdadeiramente de mais ninguém. Não quando já preenchia tanto de sua vida com essas partes de si mesma.
Porém após encontrar pessoas com a capacidade de compreender e lhe ajudar em seus rompantes, acalmar seu espírito selvagem, cometeu seu pior erro.

Acostumou-se.

Permitiu-se a se acostumar, se familiarizar, confiar que sempre teria aqueles ao seu redor. Contudo isso tudo se despedaçou no momento em que ela foi roubada de Rose, sua fuga foi apenas uma consequência desse fato, o que lhes afastou ainda mais.
E agora, em mais um momento em que não conseguia distinguir a realidade, a pequena parte de sua mente que percebia o que ocorria em meio a confusão, se é que tal parte sobrevivera, chorou. E as lágrimas de sua mente inundaram as veias de Rose. Uma sensação fria e úmida surgiu em seu corpo, acumulando-se em seus olhos.
A solidão de perceber novamente a monstruosidade selvagem que era, presa entre mundos que só ela podia enxergar, sozinha em meio a outros que viviam apenas um mundo de cada vez, escorreu em suas lágrimas salgadas.
Em consciência, nada disso compreendia, mal notara as lágrimas em meio ao vazio. Inconstância de seu próprio ser, nunca e ao mesmo tempo sempre eternamente sozinho.
Baixou os olhos perante ao pássaro vermelho e voltou-se a luta. Se fosse outra, talvez notasse o corpo da Rainha perto de si, após ser arrastado, e se entristecesse por ele. Talvez gritasse preocupada com Angra, que acabara de matar o lobo com maestria. Porém, era apenas Rose. A confusa moreau que vagava dentro de mundos que existiam apenas em si e assim talvez nunca pudesse compreender a simplicidade de algumas ações e pensamentos. Era só Rose.

“Atirar.”
“Matar.”
“Salvar.”

Todas entoavam em sua mente como um mantra, deu alguns passos, levantou o arco e atirou mais uma vez. Não se importando com o que fosse realmente, desde que em algum momento se parecesse com um alvo.
Contudo, sua falta de concentração em contraste com o ódio anterior só teria um resultado óbvio. O erro. E assim que soltou a corda do arco percebeu que a inconstância dentro de si mais uma vez lhe afetara exteriormente e poderia custar vidas. Sua visão borrada e o vazio lhe agarram e iludiram suas habilidades.

Branco. Caverna. Serpentes. Kobolds. Lobos. Rainha. Linete.

Alguma parte disso sequer era real?

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
0_Sol
JOGADOR


Mensagens : 102

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyTer Nov 06, 2018 12:24 am

Ikarus entrou na caverna com cuidado, esperando encontrar suas companheiras um pouco mais adiante.
Sua surpresa não foi pequena quando as viu engajadas num combate com uma horda de Kobolds e um Lobo estranho.

A elfa absorveu a imagem o mais rápido possível, e preparou-se para atacar as lagartixas. Até que percebeu o o estado em que Cecilia estava.

Aquilo era uma falha da elfa. Se estivesse presente poderia ter-las curado antes.

Delillah arrastou a feiticeira para longe da batalha, e mais perto dos poderes curativos da abençoada.
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 DdIaAk2- Ikky, ajude ela, rápido. Foi tudo muito rápido, o kobold explodiu.
O ferimento não era nada bonito, mas tinha certeza que podia ajudar.............................

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 1JgFJE1-Ikky?-a elfa pareceu ligeiramente desconcertada- Você me chamou de Ikky? - não sabia como reagir ao apelido repentino
- De qualquer forma, apoie ela aqui, já vou ajuda-la
Delilah colocou a garota perto o suficiente. Então veio o som da espada de Angra cortando escamas, pele, músculos... levando a criatura lupina ao seu fim.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 2mzcz2f- O MONSTRO CAIU SOBRE A LÂMINA DA CABELOS DE FOGO!!!! RENDAM-SE, KOBOLDS!!!
A ruiva chamava toda a atenção dos lagartos para ele, e ainda os ameaçava. Que aptidão para liderança incrivl tinha sua amiga.
- CUREM CECILIA!! CONCENTREM TIROS A DISTANCIA NOS KOBOLDS MAIS DISTANTES!! ELES EXPLODEM? QUE LEVEM UNS AOS OUTROS!! NÃO ENTREM EM COMBATE PRÓXIMO COM ELES!!!
Ikarus nem se preocupou em responder, com um aceno ajoelhou-se a lado da rainha menina e murmurou

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 1JgFJE1-Que a luz e o calor de Azgher curem esse corpo ferido. Curar Ferimentos Leves
Um pequeno brilho passou pelas mãos da elfa e encheram o corpo da humana, fechando feridas e devolvendo a cor rosada as bochechas de Cecilia que começava a abrir os olhos

Percebendo que ela já estava longe do perigo, Ikarus levantou-se e caminhou para ficar numa posição melhor para acertar os kobolds com suas flechas.

AÇÃO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyTer Nov 06, 2018 10:39 am

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Angra encontrou o ponto fraco por entre as escamas do lobo e sua lâmina cortou sem encontrar obstáculos a carne da criatura. Com um grunhido então e muito sangue, o corpo tombou no chão derrotado. Delilah arrestava Cecília para perto de Ikarus, passando por Roselynn, enquanto enquanto Angra fritava aos kobolds. As criaturas ficaram um segundo em silêncio, até um grito estridente vir de um deles, quando voltaram a girar suas tiras de couro e fizeram chover todas as pedras contra a guerreira de cabelos vermelhos. Angra recuou o corpo e levantou seu escudo, sentido o impacto de todas as pedras chocando-se contra o metal.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo515

Iniciativa :
 

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV 3/14 <> CA 21/13 <> PM 7/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 20/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 2/3 <> PA: 2 <> Condição:
Ikarus <> PV 17/20 <> CA 18/18 <> PM 6/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 12/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
DiceScarlata
JOGADOR
DiceScarlata

Mensagens : 163

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Nov 07, 2018 12:25 pm

Angra dos Cabelos de Fogo!

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 2mzcz2f

*Angra sente os impactos contra seu escudo e pensa que talvez deva se manter ali, como torre defensiva... Por outro lado, esses kobolds podiam explodir. Não sabia se era influência do poder do lobo que acabara de matar e sua aura flamejante, mas caso o risco ainda fosse presente, era melhor finalizá-los a distancia.*

*Recuou até se posicionar a frente de Rose, a qual ainda buscaria defender e deixou escudo e espada irem ao chão. Possuía uma besta as costas, com um virote preparado. Não era uma eximia atiradora, mas se falhasse, Cecilia, Ikarus e Rose seriam mais que capazes de acertar o tiro* 

*Fez o disparo e o viro fisgou a parede atrás do kobold, erranndo* 

- Tsc... Saraivada sobre o kobolds. Vamos finalizar isso!

AÇÃO:
 
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aldenor
JOGADOR
Aldenor

Mensagens : 132
Localização : Curitiba

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Nov 07, 2018 1:07 pm

Cecília abriu os olhos lentamente vendo uma elfa sobre si. Num salto rápido, um espasmo de sua memória muscular da batalha, a jovem feiticeira foi reconhecendo a batalha aos poucos. A elfa era Ikarus que finalmente chegara ao campo de batalha. Angra estava à frente dando tiros de besta nos kobolds sobre o corpo de um lobo meio-dragão e Roselynn estava um pouco atrás.

Sua memória agora estava completa. Havia sido derrubada por uma explosão estranha que ela mesma não estava a par do que realmente acontecera. Mas sorriu ao ver os ferimentos menores e marcas quase inexistentes.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EzTTJwRObrigada, Ikarus... Se puder me abençoar novamente, eu agradeço.

Havia serenidade em sua voz. Não deixaria se abater por mais uma experiência de quase morte. Tinha que crescer e entender que este era o risco para o tipo de vida que havia escolhido.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 CNEYNph... agora preciso ajudar Angra, não é mesmo?

Virou-se para os kobolds erguendo suas duas mãos, apontando os dois dedos indicadores para frente. Sussurrando as palavras mágicas, disparou dois dardos místicos que serpentearam pelo ar até atingir os dois kobolds mais distantes matando-os no ato.

Ação de Cecília escreveu:
Movimento: se levanta.
Padrão: conjura mísseis mágicos causando 4 de dano no kobold em d-1 e f-1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fenris
JOGADOR
Fenris

Mensagens : 77

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptyQua Nov 07, 2018 1:33 pm

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6


Delilah escreveu:
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 DdIaAk2
- Sim, eu te chamei de Ikky. Não temos tempo para nomes completos. Nem pra isso, aliás.

A mulher resmungou, e levou a mão ao chão, pegando uma pedra de tamanho médio. A jogou para cima, medindo seu peso, e encarou um dos kobolds.

Delilah escreveu:
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 DdIaAk2
- Vai ter que servir.

Arremessou a pedra com toda a força que pôde, atingindo o kobold no centro da testa reptiliana. Um barulho oco se fez ouvido enquanto uma mancha de sangue cobria a pedra ao encontrar a cabeça da criatura, que logo tombou morta. Delilah sorriu triunfante, e se preparou para pegar mais uma pedra, já pensando no próximo alvo.

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Divider-clipart-forum-6

OFF escreveu:
Arremessa uma pedra no kobold em E2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
fantasmageek
JOGADOR


Mensagens : 27

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySex Nov 09, 2018 1:04 am

Roselynn continuava entorpecida. Em sua mente, a mesma cacofonia de sempre continuava, mas agora soava distante, como se estivesse debaixo d’água.

Suspirou mais uma vez e mirou em outro alvo, sentindo-se cada vez mais vazia.

Percebeu algo aproximar-se, seria amigo ou inimigo? Não conseguia mais distinguir, sentia-se totalmente engolida pelo Vazio.

Piscou vagarosamente, como num sonho, olhando ao seu redor. Como poderia estar assim? Esse não era seu normal. Mas ao mesmo tempo não sentia mais ser a Rose de instantes atrás.

Atirou.

Após abaixar o arco apertou-o contra si e recuou. Sentindo-se cercada, engolida pelos flashes de Branco e da caverna ao seu redor.

Se não era mais Rose, quem era?  

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John Lessard
ADMINISTRADOR
John Lessard

Mensagens : 201

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 EmptySex Nov 09, 2018 5:40 pm

Parte 3 - A Caverna dos Kobolds

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 WyrmGuard_Kobolds_by_DaveAllsop

Angra largava espada e escudo aos seus pés, metal contra pedra, enquanto sacava sua besta pesada e fazia mira. Apesar de ser uma arma simples, mas simples que o arco ao menos, tendo que apenas apontar e apertar o gatilho, ainda era necessário se fazer mira com ela e os pequenos lagartos que eram os kobolds não paravam de ser mexer, fazendo a mulher ver o virote se espatifar ao chocar-se contra parede.

Cecília abriu seus olhos, perto da entrada caverna, um tanto confusa pela rapidez dos eventos e por estar num lugar diferente de onde havia sido engolida pela explosão. Levantou-se depressa enquanto colocava os pensamentos no lugar. Da ponta de seu indicador então, disparou dois dardos de energia púrpura, cada um destinado a um kobold mais distante, que voaram certeiros, como se houvesse os nomes gravados de cada um deles em cada projétil. Mal foram atingidos, no ombro e no meio do peito, caíram feito sacos de batatas vazios no chão.

Delilah que estava em sua frente abaixou-se e pegou uma pedra no chão, testou seu peso e arremessou certeiro no centro de outro. A criatura ergueu a perna esquerda, rodopiou com apenas a direita em seu próprio eixo, e finalmente caiu. Logo sem seguida era a vez das arqueiras do grupo brilharem. Roselynn a primeira delas disparou mais uma flecha, trespassando o peito de um dos inimigos e o derrubando e enquanto buscava cobertura, Ikarus puxava ela mesma uma seta com a corda de seu arco e perfurava a garganta de outro, fazendo-o cair tão rapidamente quanto.

Restando agora apenas três deles, pareciam um tanto acuados, mas ainda assim giraram suas tiras de couro novamente. Mais pedras voaram contra Angra, duas delas batendo perto de seus pés, a último passo pelo bloqueio criado com a besta pesada e raspou contra seu rosto.

Citação :
Angra sofre 1 ponto de dano

ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Photo516

Iniciativa :
 

Citação :
Fichas e Status
Roselynn: <> PV 18/19 <> CA 16/16 <> PM 0/0 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Cecília: <> PV 3/14 <> CA 21/13 <> PM 7/10 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Angra: <> PV 19/29 <> CA 19/19 <> PM 0/0 <> PE: 1/3 <> PA: 2 <> Condição:
Ikarus <> PV 17/20 <> CA 18/18 <> PM 6/8 <> PE: 0/0 <> PA: 1 <> Condição:
Delilah: <> PV 12/22 <> CA 18/18 <> PM 0/0 <> PE: 3/3 <> PA: 1 <> Condição:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdomamute.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO   ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ATO II - O VALE SOB O OLHAR DO FEITICEIRO
Voltar ao Topo 
Página 5 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Long-gone London: Capítulo III – A toada da traição

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum do Mamute :: PbF (Play by Fórum) :: Campanhas :: Johnverse :: ERA DE ARSENAL-
Ir para: